Sábado, 29 de Março de 2014

Barcelona vence dérbi com Espanyol

© Fuerza Perica

 

O Espanyol de Barcelona, que alinhou com os portugueses Pizzi e Simão no "11", conseguiu suster o nulo até ao minuto 77, altura em que Lionel Messi, de penalti, colocou os blaugrana em vantagem no marcador.

A perder contra o Barça, o Espanyol viu a sua tarefa ficar ainda mais complicada quando aos 83' o guarda-redes Francisco Casilla foi expulso com vermelho direto.

Com as substituições esgotadas, Javier Aguirre foi forçado a colocar o defesa Javi López na baliza no resto do encontro.

Este resultado permite ao Barcelona ascender ao primeiro lugar da classificação, com 75 pontos, mais dois do que o Atlético de Madrid e cinco do que o Real, que contam com menos um jogo.

O Atlético de Madrid desloca-se este sábado a Bilbau, às 19.00, enquanto o Real recebe no Santiago Bernabéu o Rayo Vallecano, às 21.00, em partidas da 31.ª jornada.

 

Fonte: DN Desporto

publicado por Sara Branco às 19:40
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Março de 2014

Vitória do Espanhol em Málaga

Image and video hosting by TinyPic

 © RCD Espanyol

 

O Espanhol venceu o Málaga por 2-1, no La Rosaleda, e mantém-se na corrida pelos lugares que dão acesso às competições europeias.

Pizzi, avançado português cedido pelo Benfica, fez o golo da vitória dos catalães, aos 76 minutos, num remate cruzado dentro da área, respondendo da melhor forma a um grande passe de Sergio Garcia, que tinha dado vantagem aos visitantes.

O argentino Pablo Pérez marcou (34) e foi expulso (78) no Málaga, que jogou de início com Antunes e Flávio Ferreira. Eliseu entrou aos 69 minutos.

Já Simão Sabrosa foi suplente não utilizado pelo Espanhol, que se mantém no oitavo lugar, agora a cinco pontos dos lugares europeus.

Por seu lado, o Málaga perdeu uma boa oportunidade para se distanciar dos lugares de despromoção.

 

Fonte: A Bola

publicado por Sara Branco às 22:39
link do post | comentar | favorito
Sábado, 22 de Março de 2014

Espanyol e Levante não desfizeram o nulo

© RCD Espanyol
 

O Espanyol não foi além de uma igualdade sem golos na receção deste sábado ao Levante, em jogo da jornada 29 da Liga espanhola.


Simão Sabrosa e Pizzi foram titulares na equipa da casa, sendo mais tarde substituídos, numa partida em que Víctor viu o cartão vermelho direto a dois minutos dos noventa.


Após o empate, as duas equipas seguem juntas na tabela com 37 pontos, com o Levante no oitavo lugar e o Espanyol no nono.

Fonte: Record
publicado por Sara Branco às 20:07
link do post | comentar | favorito
Domingo, 16 de Março de 2014

Tiago abate Simão e Pizzi em Madrid

© Fuerza Perica

 

Vitória muito dura do Atlético Madrid sobre o Espanhol. Tiago fez 90 minutos no meio-campo «colchonero», Simão (61 minutos) e Pizzi (89) foram titulares nos catalães.

O jogo foi resovido aos 55 minutos pelo suspeito do costume. Diego Costa, claro. Lançado por David Villa, Diego suportou a pressão de Colotto e bateu Casilla com segurança e classe. Três pontos para os homens de Simeone, o Real Madrid só tem três de vantagem.

O Atlético teve muitas dificuldades, insistimos na ideia. Até ao intervalo, a equipa treinada por Javier Aguirre manietou por completo a partida e a baliza de Casilla esteve quase sempre tranquila.

O tal lance de Diego Costa, decisivo, obrigou os «periquitos» a soltarem-se e os espaços começaram a surgir para os dois lados. Até ao fim, o Espanhol dividiu o número de oportunidades e aproveitou o condicionamento de Courtois (por lesão) para levar o suspense até ao fim.  

 

Fonte: Maisfutebol

publicado por Sara Branco às 12:59
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 13 de Março de 2014

Simão: «O meu futuro são estes dois últimos meses»

© RCD Espanyol

 

Simão Sabrosa termina contrato com o Espanyol no próximo dia 30 de junho e levantou um pouco o véu sobre a sua carreira.

 

"O meu futuro são estes dois últimos meses. Desde que cheguei que quero ser profissional e ajudar a equipa a somar três pontos. Não posso pensar em mim. Estou feliz e tranquilo. Quero continuar a jogar futebol", disse, abrindo a porta de saída do Espanyol, em conferência de imprensa esta quinta-feira.

 

O antigo internacional português abordou também o encontro que irá opôr o Atlético Madrid ao Espanyol na liga espanhola e aconselha os jogadores "a não terem medo" quando se entra um jogo desta envergadura.

 

"Eles são todos uns leões e nós devemos entrar no jogo com a mesma entrega que o adversário. Nós somos uns guerreiros e só depois do embate podemos falar sobre quem foi melhor. Vamos motivados para jogo e com a esperança de fazer uma boa partida".

 

Fonte: Record

publicado por Sara Branco às 23:47
link do post | comentar | favorito

Simão Sabrosa: «Seleção está preparada para fazer um bom campeonato»

© Fifa

 

Simão Sabrosa considerou esta quinta-feira que a seleção portuguesa terá o apoio dos "irmãos" brasileiros no Mundial'2014, no Brasil, e mostrou-se otimista em relação às opções que Paulo Bento tem ao seu dispor para a convocatória.

 

"Um Mundial nunca é fácil, mas temos uma boa seleção com grandes jogadores. A equipa está preparada para fazer um bom campeonato e dar muitas alegrias ao nosso país", comentou o português, que alinha no Espanyol e que esteve presente no Mundial'2010, na África do Sul.

 

Simão destacou também as boas campanhas que Portugal tem feito nos últimos torneios internacionais e com humor referiu que a Seleção Nacional não ergueu nenhum troféu "porque a Espanha foi melhor."

 

O jogador português, de 34 anos, mostrou-se ainda "contente e tranquilo" em relação ao seu futuro, apesar de terminar contrato com os espanhóis no final da época, e diz que só pensa em "continuar a jogar futebol".

 

Em antevisão à partida de sábado, da 28.ª jornada da Liga espanhola, frente a sua antiga equipa, o Atlético Madrid, Simão qualificou o adversário como "uma das melhores equipas de Espanha" e só jogando a "200 por cento" o Espanyol poderá repetir o resultado da primeira volta, vitória por 1-0 em Barcelona.

 

Fonte: Record

publicado por Sara Branco às 18:38
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Simão sem medo no regresso ao Vicente Calderón

© RCD Espanyol

 
Simão Sabrosa voltará no próximo sábado ao Vicente Calderón, onde vai defrontar pelo Espanhol o Atlético Madrid, clube que representou entre 2007 e 2011.

«Eles são todos uns leões e devemos entrar em campo com a mesma entrega. Também somos guerreiros e só depois do jogo poderemos falar de quem foi melhor. Por isso, vamos motivados e com a esperança de fazer um bom jogo», afirmou Simão, em conferência de Imprensa.

O Atlético Madrid, que vem de extraordinária vitória na Champions sobre o Milan por 4-1, ocupa o segundo lugar da Liga espanhola. O Espanhol é o nono classificado, mas Simão vincou:

«Não temos medo, nunca podemos entrar dessa forma em campo, não tememos ninguém.»

Com 34 anos, o extremo português falou ainda sobre o seu contrato, que termina no final da época: «O meu futuro são estes últimos meses. Desde que cheguei que quero ser profissional e ajudar a equipa a vencer. Sinto-me bem, tranquilo e só penso em continuar a jogar futebol.»

 

Fonte: A Bola

publicado por Sara Branco às 17:31
link do post | comentar | favorito
Domingo, 9 de Março de 2014

Vitória do Espanhol frente ao Elche

© Liga de Fútbol Profesional

 

Pizzi marcou um golo na vitória do Espanhol sobre o Elche (3-1), em jogo da 27ª jornada da Liga espanhola, disputado neste domingo de manhã. O extremo cedido pelo Benfica foi titular, tal como Simão Sabrosa.

O Espanhol colocou-se em vantagem logo aos dois minutos, com um golo de David Lopez, na sequência de um canto. E foi através de um livre em jeito de canto curto que chegou o segundo golo, apontado por Colotto aos 21 minutos.
Pizzi fez o terceiro golo da equipa da casa, aos 58 minutos, com um remate já no interior da área, que desviou em Botía.
Um golo na própria baliza de Fuentes, também na sequência de um canto, deu o tento de honra aos visitantes (88m). Nesta altura já nenhum dos portugueses estava em campo (Pizzi saiu aos 75 minutos e Simão quatro minutos depois).
 
Fonte: Maisfutebol
publicado por Sara Branco às 23:30
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 5 de Março de 2014

Puyol: o descanso do «guerreiro» visto por Simão Sabrosa

© Sport.es

 

Carles Puyol anunciou neste terça-feira que deixará de representar o Futbol Club Barcelona no último dia de junho. A decisão é explicada com uma condição física que já não o deixa ser como sempre foi. O mundo blaugrana sofre por antecipação uma despedida anunciada. Mas se é o físico que já não o deixa ser o «guerreiro» que sempre foi em campo, é o espírito do capitão do Barça que conduziu equipa e adeptos à maior glória que preside a este adeus agora decidido 15 épocas depois.

Com 17 anos, Puyol chegou ao Barcelona. Fez três épocas na equipa B culé. A quarta temporada, 1999/2000, já foi dividida com a equipa principal. O treinador do Barcelona na altura era Louis Van Gaal; que apostou no jovem defesa. A 2 de outubro de 1999, Puyol estreia-se no principal onze blaugrana. Estava no banco no jogo frente ao Valhadolid para a liga espanhola. Entrou em campo aos 55 minutos. Para substituir o português Simão Sabrosa.


Ao Maisfutebol, Simão recorda os primeiros passos de Puyol entre os grandes do Barça. O avançado português estava também na sua primeira de duas épocas no Barcelona e lembra como Puyol «começou como lateral direito». Simão reconhece que, nessa altura, ainda «não se previa» que o defesa espanhol fosse tornar-se no jogador que se tornou. E explica a conjuntura de então.

«Esses dois anos anos foram complicados, com a saída de jogadores, treinadores... Foi aí que começaram a chegar os da cantera, como aqui se chamam. Mas não se pensaria naquela altura que conseguisse o que conseguiu», admite Simão recordando que, «nessa equipa havia jogadores mais experientes». «Nós éramos jogadores mais jovens, num plantel que estava cheio de estrelas, como Figo, Guardiola, De Boer, Kluivert...», explica.

«Como éramos jovens, apoiávamos-nos muito e eu continuo a ter uma relação com ele muito boa. Nós continuamos a falar um com o outro», conta o atual jogador do outro clube de Barcelona, o Espanyol. Amigo de Puyol, seguidor próximo da sua carreira, Simão Sabrosa descreve o defesa espanhol como «um profissional exemplar, um grande jogador, que foi ganhando mais experiência e mais consistência». Já como defesa central Puyol «foi ganhando pouco a pouco o lugar de capitão» do Barça, cuja braçadeira começou a envergar em 2004/05 – após o final da carreira de Luis Enrique.

 

Quinze épocas ao mais alto nível depois, as 36 lesões – oito delas nos joelhos – obrigam ao descanso do «guerreiro». «Sabemos que é assim a vida de futebolista. É uma pena, as leões pesam», lamenta Simão sobre um jogador de quem «a trajetória diz tudo». Puyol é o segundo jogador que mais vezes vestiu a camisola principal do Barcelona: 593 vezes. Puyol é o segundo jogador com mais títulos ao serviço do emblema catalão: 21 troféus. O defesa só é batido por Xavi Hernandez – com mais um título e mais 16 partidas com a camisola blaugrana.

E Puyol continua a ser até sair o capitão do Barça, do melhor Barça de sempre, que ganhou três títulos de campeão europeu (entre vários outros); o capitão sempre de cabelo comprido que já trabalhou com dez treinadores – como Van Gaal (com José Mourinho como adjunto), Radomir Antic, Fran k Rijkaard ou o antigo companheiro de equipa Pep Guardiola; o capitão que eternizou o nº5 blaugrana jogando com os já referidos por Simão ou ainda Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho, Etoo, Ibrahimovic, Deco ou os atuais, como Messi.

Puyol é também ainda o jogador lembrado pela marcação que fez a Figo no regresso do português a Camp Nou, ou pelo golo que levou a Espanha a final do Campeonato do Mundo que haveria de vencer em 2010, ou que deu a braçadeira de capitão a Abidal para ser este a levantar a taça de campeão europeu em Wembley. É o jogador de quem os culés já terão saudades. Porque, como diz Simão, Puyol «é profissional, é um vencedor, um lutador» e «só assim é que se consegue tudo isso». Em suma: «É um guerreiro. Em toda a trajetória nunca virou a cara à luta.»

 

Fonte: Maisfutebol

publicado por Sara Branco às 22:24
link do post | comentar | favorito
Domingo, 2 de Março de 2014

Equipa do Espanyol regressa terça-feira aos treinos

© RCD Espanyol

 

A equipa branca e azul voltou a treinar hoje depois do jogo de ontem à noite contra o Getafe. Os "pericos" deslocaram-se directamente de Madrid para a Ciudad Deportiva Dani Jarque.

Depois da breve sessão de recuperação, os jogadores desfrutam agora de um dia de descanso e voltarão aos treinos na próxima terça-feira, a partir das 10h30 (ESP), numa sessão que se realizará à porta aberta na Ciudad Deportiva Dani Jarque. 
Fonte: Traduzido de RCD Espanyol
publicado por Sara Branco às 17:45
link do post | comentar | favorito
Este blog é dedicado ao grande jogador, antigo internacional português, Simão Sabrosa, tendo como principal objectivo fornecer a maior quantidade de notícias e informações sobre o seu dia-a-dia, tanto dentro como fora de campo. Para além disso pretendo com isto, homenageá-lo e demonstrar-lhe que mesmo a jogar no estrangeiro, conta com todo o meu apoio. Obrigada pela visita, Sara Branco.

Nome:
Simão Pedro Fonseca Sabrosa
D. Nascimento: 31/10/1979
Idade: 37 anos
Nacionalidade: Portuguesa
Naturalidade: Constantim, Vila Real
Altura: 1,70 cm
Peso: 64 kg
Clube Actual: NorthEast United FC
Nº da Camisola: 20
Posição: Extremo
Clubes Anteriores: Sporting CP, FC Barcelona, SL Benfica, Atlético de Madrid, Besiktas JK e RCD Espanyol

Taça de Portugal
Época: 2003/2004
Clube: SL Benfica


SuperLiga Portuguesa
Época: 2004/2005
Clube: SL Benfica


Supertaça Portuguesa
Ano: 2005
Clube: SL Benfica


Liga Europa da UEFA
Época: 2009/2010
Clube: Atlético de Madrid


Supertaça Europeia
Ano: 2010
Clube: Atlético de Madrid


Taça da Turquia
Época: 2010/2011
Clube: Besiktas


Campeonato da Europa Sub-17
Ano: 1996
País anfitrião: Áustria
Giovanni Trapattoni:
«Simão Sabrosa representa, no futebol moderno, o jogador completo.»

José Mourinho:
«Simão é de um nível superior a todos os demais, com ritmo, classe, inteligência táctica.»

Rafael Benitez:
«Simão é um excelente jogador. Tem qualidade, velocidade e experiência.»

Ronald Koeman:
«Eu estava no Barça B quando Simão chegou ao clube. Pode ser que na altura fosse demasiado jovem, mas agora explora as suas qualidades. É rápido, joga nas duas alas e o seu rendimento é bom […] É um jogador muito importante.»

2017:
Novembro 2017
Outubro 2017
Setembro 2017
Agosto 2017
Julho 2017
Junho 2017
Maio 2017
Abril 2017
Março 2017
Fevereiro 2017
Janeiro 2017

2016:
Dezembro 2016
Novembro 2016
Outubro 2016
Setembro 2016
Agosto 2016
Julho 2016
Junho 2016
Maio 2016
Abril 2016
Março 2016
Fevereiro 2016
Janeiro 2016

2015:
Dezembro 2015
Novembro 2015
Outubro 2015
Setembro 2015
Agosto 2015
Julho 2015
Junho 2015
Maio 2015
Abril 2015
Março 2015
Fevereiro 2015
Janeiro 2015

2014:
Dezembro 2014
Novembro 2014
Outubro 2014
Setembro 2014
Agosto 2014
Julho 2014
Junho 2014
Maio 2014
Abril 2014
Março 2014
Fevereiro 2014
Janeiro 2014

2013:
Dezembro 2013
Novembro 2013
Outubro 2013
Setembro 2013
Agosto 2013
Julho 2013
Junho 2013
Maio 2013
Abril 2013
Março 2013
Fevereiro 2013
Janeiro 2013

2012:
Dezembro 2012
Novembro 2012
Outubro 2012
Setembro 2012
Agosto 2012
Julho 2012
Junho 2012
Maio 2012
Abril 2012
Março 2012
Fevereiro 2012
Janeiro 2012

2011:
Dezembro 2011
Novembro 2011
Outubro 2011
Setembro 2011
Agosto 2011
Julho 2011
Junho 2011
Maio 2011
Abril 2011
Março 2011
Fevereiro 2011
Janeiro 2011

2010:
Dezembro 2010
Novembro 2010
Outubro 2010
Setembro 2010
Agosto 2010

2009:
Junho 2009

2007:
Julho 2007

2004:
Dezembro 2004

2002:
Novembro 2002

2001:
Agosto 2001
Julho 2001

2000:
Junho 2000